A bolsa rompeu, o que fazer?

O momento mais aguardado e muitas vezes temido no período da gestação, é quando a mamãe está prestes a dar à luz, ou um tempinho antes acometido pelo rompimento da bolsa.. 

No blog de hoje a G7 vai abordar por quais momentos as mulheres gestantes passam antes da hora do parto e quais cuidados ter com a maternidade nesse tempo.

Se a bolsa estourar antes do TP Ativo, provavelmente a mulher vai entrar em trabalho de parto nas próximas horas ou minutos. Uma grande parte entra em até 24h, algumas demoram mais.

Após este momento, o líquido amniótico já deu sinal como um alerta para o corpo. Esse líquido normalmente tem aspecto incolor/esbranquiçado e geralmente tem cheiro característico de água sanitária. Os médicos aconselham neste caso a gestante a tomar um banho e aguardar mais algumas horas e ir sem pressa ao hospital.

Algo importante a se observar é verificar se o líquido possui outro tipo de coloração ou sangramento, caso isso ocorra a ida ao hospital deve ser imediata. 

No caso da bolsa romper, o líquido continua vazando como se fosse xixi escapando, mas não é necessário se  preocupar, pois não se tem o controle sobre isso mamães. Nossa dica  é acompanhar e monitorar o processo com a maior cautela possível. 

Muitas vezes a cabeça do bebê pode bloquear parcialmente a saída do líquido, parando assim o vazamento. Entretanto, o corpo continua produzindo o líquido – não existe parto seco! É importante manter uma boa hidratação no local, pergunte ao seu médico a melhor maneira para fazer esse processo. 

Ainda vale destacar que a indução do parto é uma alternativa importante para aquelas que, mesmo aguardando o TP por horas ou dias, não tiveram sucesso, então, monitorar a vitalidade fetal e realizar exames laboratoriais é uma ação segura e prudente a se realizar. 

Cabe ainda enfatizar que esse processo é diferente para cada pessoa e, portanto, não mantenham pânico e nem criem expectativas ideais, tudo vai depender de cada corpo e cada organismo. O mais importante é cuidar de sua saúde e do seu bebê.

Por fim, estejam sempre “assistidas” por profissionais da saúde para o caso de qualquer intercorrência nesse período. Acreditem, preservar sua vida e a do seu filho é o requisito fundamental para se ter uma boa hora!

E aí mamães, gostaram do blog e de nossas dicas? Conta pra gente como foi a sua experiência durante esse processo e compartilha com mais pessoas essa informação. 😉

Compartilhe este artigo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google

Garanta seu auxílio maternidade

Fale com um especialista e descubra hoje se você pode ter direito ao benefício.

Posts Recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *